De olho nas cidades do futuro

11/10/2017 | 21h40

Como serão as cidades do amanhã? Os desafios sobre o planejamento urbano para o futuro foram abordados na palestra Cidades do Amanhã, ministrado pelo diretor da Engie, Leonardo Serpa. A atividade foi destinada aos acadêmicos de Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção e integrou a Jornada Politécnica – Um Novo Mundo Sustentável.

Ele é graduado e mestre em Engenharia Elétrica e possui PhD e MBA. Serpa comentou que a Engie Brasil, antiga Tractebel, é a maior geradora de energia elétrica do país e, além de gerar energia, preocupa-se atualmente em propor soluções para as cidades do amanhã.

O planejamento urbano inclui integração e conectividade, iluminação pública, segurança pública, mobilidade, gestão de energia, entre outros. “A população nos centros urbanos está crescendo constantemente e é necessário que os gestores se adaptem”, defende o diretor.

No que diz respeito a gestão de energia, por exemplo, Serpa afirma que uma tendência é as distribuidoras de energia terem acesso as fontes de energia que estão na casa das pessoas por meio da Internet das Coisas. “Assim, a distribuidora pode gestionar: se falta luz, é possível desligar um aparelho na sua casa e deixar ligado o aparelho em um hospital, por exemplo”. Da mesma forma com os carros elétricos. “Se necessário, a distribuidora tira uma pequena porcentagem da bateria do seu veículo e estoca energia elétrica sem prejudicar ninguém”.

Ele também comentou sobre a iluminação pública do futuro. “Gerenciando a iluminação pública com o objetivo de economizar é possível tomar a decisão, por exemplo, de diminuir a intensidade da luz de uma determinada rua sem movimento. Também é possível armazenar em um poste o Wifi, sensores, câmeras de monitoramento e estacionamento”.

GALERIA DE FOTOS

De olho nas cidades do futuro

NOTÍCIAS RELACIONADAS