Loading...

O CURSO

Fornecer conhecimento sobre os princípios, o funcionamento das estruturas, a interação entre materiais e os métodos de cálculo da engenharia estrutural, conceitos que subsidiam a tomada de decisão diante dos desafios impostos pela verticalização das cidades, tanto para engenheiros de projeto como de execução de obra. Além disso, visa debater e acompanhar as transformações e as novas concepções estruturais.

PÚBLICO

Graduados em cursos superiores de Engenharias e Arquitetura.

MATRIZ CURRICULAR


Tipos de Sistemas Estruturais; Projetos: Arquitetônico, Estrutural, Hidráulico , Elétrico e Executivo; Unidades de Alvenaria: tipos, recomendações técnicas, ensaios para caracterização de resistência mecânica, desempenho acústico e térmico; Argamassa de assentamento: tipos, traços adequados, recomendações técnicas, ensaios de resistência, ensaio de trabalhabilidade, ensaio de AAI. Paredes de alvenaria; Avaliação da resistência das paredes; Modulação. Dimensionamento segundo as Normas NBR 15870 e 15961. Exemplo de verificação de uma parede não armada

A ação do vento nas edificações e seus efeitos. Elementos meteorológicos e a velocidade básica do vento. Propriedades aerodinâmicas das construções civis: coeficientes de pressão interna e externa para paredes, coberturas de duas águas, arcos e outras geometrias. Exemplos de aplicação. Limites para o uso de método equivalente estático, análise dinâmica simplificada. Como se realizam estudos em túnel de vento.

Conceitos básicos de Dinâmica e caracterização do problema de vibração. Obtenção da Equação de Movimento dinâmica. Sistemas de um grau de liberdade (S1GL). Vibrações livres com e sem amortecimento. Vibrações Forçadas. Sistemas de vários graus de liberdade. Estruturas sujeitas à vibrações: passarelas, arquibancadas. Aplicações: isolamento de vibrações, absorvedores de vibração.

Materiais; Princípios do comportamento de barras com elementos componentes esbeltos; Flambagem local; Pilares e vigas; Dimensionamento de Barras; Dimensionamento de ligações; Noções de dimensionamento de estruturas mistas de aço e concreto; Noções de dimensionamento em situação de incêndio; Sistemas construtivos.

Aços e perfis estruturais; Componentes estruturais; Ações; Segurança e desempenho estrutural; Comportamentos em regimes elástico e elasto-plástico; Barras tracionadas, comprimidas e fletidas; Dimensionamento de elementos estruturais de um edifício.

Barras submetidas a solicitações combinadas; Ligações; Bases de pilares; Efeito p-delta; Fadiga; Estruturas de edifícios em situação de incêndio; Dimensionamento de elementos estruturais de um edifício em temperatura ambiente e em situação de incêndio.

Materiais; Normas; Segurança; Durabilidade; Flexão normal simples; Fissuração; Deformação; Cisalhamento; Punção; Projeto e aspectos de detalhamento de vigas e lajes.

Torção; Flexão normal composta; Pilares; Flexão oblíqua; Instabilidade na flexão normal composta; Reservatórios retangulares e circulares; Vigas parede; Consolos curtos; Muros de arrimo; Fadiga; Projeto e aspecto de detalhamento de um edifício de concreto armado.

Princípios gerais do concreto protendido; Aços de protensão; Sistemas de protensão; Perdas de tensão; Análise e projeto de vigas e lajes protendidas.

Estruturas no contexto do projeto arquitetônico. Análise de formas esquemáticas de edifícios. Integridade e interação de subsistemas estruturais. Análise esquemática global de sistemas estruturais. Subsistemas estruturais horizontais e verticais. Edifícios de andares múltiplos.

Reconhecimento do sub-solo para fins de fundação; tipos de fundação; capacidade de carga; escolha do tipo, cálculo e dimensionamento; dimensionamento de blocos de coroamento e peças estruturais auxiliares.

Introdução; Propriedades físicas e mecânicas; Madeira natural e produtos transformados: Sistemas estruturais em Madeira Dimensionamento segundo a NBR-7190 -1996; Ligações; Projeto de Telhados; Projeto de Fôrmas e Cimbramentos; Projeto de pisos ; Projeto de Paredes.

Comportamento misto; Ligação resistente a cisalhamento entre aço e concreto; Vigas mistas; Pilares mistos; Lajes mistas; Pisos esbeltos; Ligações mistas.

Natureza do conhecimento científico. Pesquisa científica. Tipos de trabalhos científicos. O planejamento da pesquisa científica: definição do tema e do problema, os objetivos, a justificativa, a revisão da literatura, métodos da pesquisa, os instrumentos de coleta dos dados, o tratamento e análise dos dados, considerações finais. Defesas e divulgação de resultados de pesquisa. Normas comuns aos trabalhos científicos segundo a ABNT. Estrutura de Artigo Científico.

Conceitos básicos do Método da Rigidez. Princípio da Energia Potencial Mínima. Formulação dos elementos de mola, treliças plana e espacial, grelha, pórticos plano e espacial. Modelagem de estruturas de barras por elementos finitos. Análise pelo Método da Rigidez Direta. Análise computacional.

Fundamentos de elasticidade plana, placas e cascas. Princípio da Energia Potencial Mínima. Formulação de elementos em estados planos de tensão e deformação e de placas, cascas e sólidos. Modelagem de estruturas em estados planos de tensão e deformação e de placas, cascas e sólidos por elementos finitos. Análise pelo Método da Rigidez Direta. Análise Computacional.

Patologias diversas. Patologia do concreto armado. Ensaios tecnológicos especiais. Metodologia para a elaboração de projetos de recuperação. Tecnologias de recuperação.

Tipos de pontes e viadutos; Trem-tipo e Veículo-tipo; Ações; Normas técnicas de projeto de pontes; Pontes em arco, estaiadas, suspensas e treliçadas; Cálculo estrutural da infraestrutura, meso estrutura e superestrutura das pontes; Aparelhos de apoio ; Manutenção de pontes e viadutos.

Dúvidas?

Entre em contato pelo formulário que logo responderemos ;)

  • SELECIONE O(S) CURSO(S) E RETORNAREMOS :)


Tenho interesse