Loading...

O CURSO

O curso tem como objetivo desenvolver conhecimentos, competências e habilidades pertinentes para otimizar a utilização de recursos e aumentar a produtividade e rentabilidade da Produção Vegetal, especialmente nas culturas de milho, soja e trigo. Habilitar profissionais para atuar na produção em milho, soja e trigo, diretamente com produtores, cooperativas, cerealistas ou empresas prestadoras de assistência técnica e qualificar profissionais para desempenhar funções técnicas e administrativas em empresas, cooperativas e órgãos públicos, na área de Produção Vegetal.

PÚBLICO

A pós-graduação é destinada a profissionais com curso superior que atuam ou desejam atuar na área de Produção Vegetal: Engenheiros Agrônomos, Biólogos, graduados em Agronegócio, Gestão do Agronegócio e outros profissionais envolvidos com Produção Vegetal.

MATRIZ CURRICULAR


Conceituação básica de Agricultura de Precisão. Sistemas de Posicionamento por Satélites. Sistemas Geográficos de Informação. Monitoramento da Produtividade das Culturas. Mapas de Fertilidade e Acidez do Solo. Métodos de Amostragem. Métodos de Interpolação. Mapeamento da Condutividade Elétrica do Solo. Sensoriamento Remoto. Aplicação de Insumos à Taxa Variada. Sensores para Aplicação Localizada. Variabilidade Espacial e Manejo Localizado de Doenças e Plantas Daninhas. Softwares.

Métodos e critérios para avaliação de investimentos de capital. Payback simples e descontado, índice benefício-custo, taxa interna de retorno, valor presente líquido, taxa interna de retorno modificada, valor futuro líquido, anuidade uniforme equivalente e custo anual uniforme equivalente. Problemas da taxa interna de retorno, seleção de projetos de investimentos. O problema da inflação em fluxos de caixa. Análise de projetos.

Ementa: Histórico, desenvolvimento e importância do controle biológico. Controle biológico natural, clássico e aplicado. Parasitoides, predadores e entomopatógenos. Criações de insetos hospedeiros e pragas, dietas artificiais. Multiplicação de agentes de controle biológico. Controle de qualidade em criações de insetos. Introdução de agentes de controle biológico em culturas anuais (ênfase em soja, milho e trigo). Controle biológico e o manejo integrado de pragas. Técnicas de avaliação de inimigos naturais.Técnicas de liberação de agentes de controle biológico em lavouras anuais.

Oportunidades para empreendedores no agronegócio brasileiro. Perfil de um empreendedor. Inovação e usos potenciais no agronegócio. Erros e acertos na gestão que levam um sonho de sucesso ao fracasso. Cases de empreendedorismo.

A pesquisa científica e suas derivações. Caracterização do conhecimento. Organização dos trabalhos acadêmicos. Normas da ABNT. Produção de artigo e suas especificidades.

Introdução ao estudo da fisiologia vegetal. Relações hídricas. Fotossíntese. Respiração aeróbica e anaeróbica. Absorção e transporte dos elementos minerais nas plantas. Funções e deficiências dos elementos minerais nas plantas. Translocação de xenobióticos (fungicidas, inseticidas e herbicidas) nas plantas. Metabolismo do nitrogênio nas plantas. Fisiologia de germinação, reprodução e senescência. Hormônios vegetais e reguladores de crescimento vegetal. Fisiologia da produção vegetal. Tópicos especiais de fisiologia vegetal associados ao manejo de plantas cultivadas.

Propriedades físicas do solo. Relação entre as propriedades físicas e o manejo do solo. Interação entre densidade, compactação, resistência à penetração, água no solo e o crescimento de plantas. Os sistemas de manejo do solo e as alterações químicas, físicas e biológicas no solo. Práticas conservacionistas visando a qualidade do solo e da água. Sistema radicular e parte aérea de plantas visando a recuperação da qualidade do solo. Práticas de manejo visando a redução da perda de solo, água e nutrientes

Relações solo-água-planta-atmosfera: água no solo, necessidades hídricas das culturas, processos de transferência de água no sistema solo-planta-atmosfera. Qualidade da água para irrigação. Irrigação por superfície. Irrigação por aspersão. Irrigação por gotejamento. Manejo de irrigação. Fertirrigação. Drenagem: drenagem superficial, drenagem subterrânea, condutividade hidráulica. Sistematização de terrenos

Principais doenças de importância para milho, soja e o trigo e suas estratégias de manejo. Conceitos fundamentais: doença, epidemia, endemia, dano/perda/injúria, epidemiologia, princípios do controle de doenças. Classificação e descrição de doenças: milho, soja e trigo. Classificação e descrição de doenças. Sintomatologia. Ciclo das relações patógeno-hospedeiro: milho, soja e trigo. Epidemiologia, fungicidas, controle de doenças: princípios. Manejo integrado de doenças: nas culturas de milho, soja e trigo. Resistência de fungos a fungicidas, causas e estratégias para mitigar.

Conceito de planta daninha. Perdas causadas por plantas daninhas em soja, milho e trigo. Classificação botânica e principais espécies daninhas. Competição. Períodos críticos de competição. Níveis de dano econômico. Herbicidas. Resistência de plantas daninhas aos herbicidas. Manejo de plantas daninhas no sistema plantio direto. Controle de plantas daninhas em culturas. Principais plantas invasoras de importância para milho e soja. Sistemas de controle de plantas invasoras. Herbicidologia. Herbicidas no solo. Herbicidas nas plantas. Mecanismos de ação dos herbicidas. Surfactantes. Controle químico de plantas invasoras. Manejo integrado de plantas daninhas. Receituário agronômico. Principais grupos químicos e compostos herbicidas.

Manejo Integrado de Pragas na era da biotecnologia e da agricultura digital (Agro 4.0): histórico, definições, situação atual e tendências do MIP 4.0. Toxicologia de inseticidas: mercado, regulamentação, classificações. Mecanismos de ação de inseticidas. Mecanismos de resistência de artrópodes-praga a agroquímicos. Formulações de inseticidas. Mistura de tanque: regulamentação e interações químicas e biológicas. Biotecnologia aplicada ao manejo de pragas: situação atual e formas de obtenção de plantas resistentes a insetos-praga (técnicas de complementação, superexpressão e silenciamento gênico). Técnicas de edição genômica (CRISPR/CAS9). MRI: Manejo da evolução da resistência de artrópodes-praga a inseticidas e eventos geneticamente modificados. Manejo Integrado de Pragas em Milho, Pastagens, Trigo, Feijão e Soja.

Sistemas de reprodução e mecanismos de variabilidade genética. Métodos de indução à variabilidade genética através de hibridizações artificiais e mecanismos de condução de populações segregantes em plantas autógamas. Melhoramento de plantas alógamas e condução de populações, controle de polinização cruzada, endogamia e heterose, variedades híbridas. Bases genéticas da resistência às moléstias e pragas. Melhoramento de espécies de reprodução vegetativas. Citogenética e biotecnologia aplicada no melhoramento de plantas. Transformação genética de plantas e impacto do uso de plantas transgênicas na agricultura.

Introdução à comercialização. Sistema agroindustrial. Arranjos produtivos locais e a agricultura familiar. Economia das organizações. Mercados e preços agrícolas. Organização e desenvolvimento de mercados. Organização industrial no agronegócio. Custos e planejamento da comercialização. Gestão de tecnologia e inovação em sistemas agroindustriais. Administração da cadeia de suprimento e sistemas de coordenação. A comunicação no agronegócio. Intervenção governamental. Comércio exterior. Introdução aos mercados futuros e de opções. Comercialização agrícola.

Importância da química do solo e nutrição de plantas. Propriedades físico-químicas do solo. Diagnóstico da fertilidade do solo e do estado nutricional das plantas. Reação do solo e correção da acidez. Ciclos biogeoquímicos de nutrientes em solos para cultivo de grãos. Dinâmica dos macronutrientes e micronutrientes no solo. Interpretação de análises de solo e recomendação de adubos e corretivos para cultura de milho, soja e trigo. Uso eficiente de adubos e corretivos. Fontes e classificação dos adubos.

Fundamentos da tecnologia de aplicação de defensivos agrícolas. Tecnologia de Aplicação de defensivos agrícolas - fatores intrínsecos. Aspectos operacionais das técnicas de aplicação. Agricultura de precisão. Aspectos de segurança na aplicação de defensivos agrícolas.

Relações solo-planta. Absorção e transporte de nutrientes nos órgãos da planta. Transporte de nutrientes a curta e a longa distância. Xilema e floema. Nutrientes essenciais, funções na planta, sintomas visuais. Fixação biológica de N. Quelatos, adubação foliar, avaliação do estado nutricional das plantas e análise foliar.

NOTÍCIAS

VER MAIS

Dúvidas?

Entre em contato pelo formulário que logo responderemos ;)

  • SELECIONE O(S) CURSO(S) E RETORNAREMOS :)


Tenho interesse