Loading...

NOTÍCIAS

27 Set 2018

Santa Catarina é referência em discussão sobre bem-estar animal

CIBEA reúne pesquisadores e estudantes para discutir sobre bem-estar animal

 

A região Oeste catarinense é o maior produtor brasileiro de proteína animal e um dos maiores na produção de leite. Diante dos desafios do mercado em relação à saúde pública, a UCEFF realiza até domingo (30) a 2ª Conferência Internacional em Bem-estar Animal (CIBEA). Pesquisadores, estudantes e profissionais da área de Medicina Veterinária debatem práticas humanitárias que garantam o bem-estar animal e, como consequência, tornem a produção mais competitiva.

 

A abertura oficial do evento aconteceu nesta quinta-feira (27) e contou com a participação de autoridades ligadas ao tema: secretário de estado de Agricultura e Pesca, Airton Spies, representante legal do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Ederson Bisognin Bortolotto, comandante do batalhão da Polícia Militar Ambiental, tenente-coronel Jorge Luis Hack, diretor-geral da UCEFF Chapecó e reitor da UCEFF Itapiranga, Leandro Sorgato, diretor de ensino da UCEFF Chapecó, Elton Zeni, e a pró-reitora acadêmica da UCEFF Itapiranga, Lenir Luft Schmitz.

 

O secretário estadual explica que Santa Catarina vive uma expectativa de crescimento do agronegócio. “Tendo em vista que ainda hoje temos uma parcela da população mundial que passa fome, é nosso dever enquanto profissionais debater maneiras competitivas e eficientes de minimizar esse problema”, ponderou. “Por isso, percebemos a importância de um evento como esse trazer respostas aos desafios que temos em relação ao bem-estar animal”.

 

Sorgato reitera a perspectiva positiva que o mercado de trabalho tem sobre o profissional que atua nesse segmento. Ele destacou ainda os esforços da instituição para subsidiar essa troca de conhecimento com pesquisadores renomados na área. “A UCEFF enxerga o potencial de produção de um agronegócio sustentável e, por isso, investe na formação acadêmica através de conferências e estrutura física, como a construção do Núcleo de Práticas Veterinárias, que garantirá ao aluno o desenvolvimento de conhecimentos práticos”.

 

  • Abate humanitário 

O primeiro profissional a conversar com os conferencistas foi o médico veterinário Leonardo Vega com o tema Abate Humanitário em Aves: Novas técnicas para redução de dor. Vega argumenta que novas tecnologias são desenvolvidas com o objetivo de promover o bem-estar animal. “É importante garantir que o animal não sinta dor e nem sofra no momento do abate. Para isso, é necessário o controle desde o campo, passando pelo transporte e chega na indústria onde precisa precisa ser gerenciado para que o animal tenha garantia de bem-estar. Santa Catarina é referência na discussão sobre bem-estar animal, pois é um dos destaques nacionais em abate atendendo diversos tipos de clientes ao redor do mundo com o mais variado tipo de proteína animal”.

2ª CIBEA


  • Compartilhar:
Loading...